A carteira de identidade ou Registro Geral (RG) é um documento emitido para os cidadãos nascidos e registrados no Brasil, bem como, para nascidos no exterior, que sejam filhos de brasileiros.

Ela contém o nome, a data de nascimento, data de emissão, filiação, foto, assinatura e impressão digital do polegar direito do titular.

A carteira de identidade serve para confirmar a identidade da pessoa e para a solicitação de outros documentos.

rg

O registro é válido em todo o território nacional, e possui o passaporte em viagens para a Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela – países constituintes do Mercosul.

A carteira de identidade é emitida pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) de cada estado do Brasil. As pessoas devem procurar postos de identificação civil – como SAC, por exemplo – para solicitar o seu RG. Ela pode ser feita em qualquer idade e todo o cidadão deve conter.

A primeira via da carteira de identidade é emitida de forma gratuita em todo o território nacional, mas a partir da emissão da segunda via é emitida uma taxa de cobrança que varia de acordo com a legislação de cada estado.

Para solicitar, a pessoa deve ir a um posto de identificação civil de sua cidade com uma foto 3X4 recente, e com a certidão de nascimento, certidão de casamento ou certificado de naturalização, de acordo com cada caso.

Órgão expedidor RG

Identificar o órgão expedidor da carteira de identidade nem sempre é uma tarefa fácil, pois a mesma não tem esse campo especificado como tal no documento.

Sendo que o pedido do órgão expedidor é sempre algo requisitado em qualquer tipo de inscrição ou requerimento de qualquer outro tipo dos dados da carteira de identidade.

Para lhe ajudar a encontrar o órgão expedidor do seu RG, elaboramos uma explicação simples:

Para achá-lo, você deve olhar o lado da carteira de identidade que contem a foto e a impressão digital. Abaixo do título: República Federativa do Brasil, fica a indicação do órgão expedidor. Nesta parte contém o estado e a secretaria na qual ela foi emitida.

A informação se refere sobre a Secretária Estadual de Segurança Pública, que é justamente a representação da Polícia Civil, que é geralmente buscada para esses registros.

Em casos como este a sigla correta para se utilizar é SSP (de Secretária Segurança Pública), devendo ser acrescentado ainda a informação referente ao estado. Por exemplo, se a pessoa mora em Santa Catarina – a sigla do estado é SC, assim a sigla do seu órgão expedidor ficará: SSPSC ou SSP/SC.

Portanto, a sigla do órgão expedidor estará relacionada ao órgão que expediu a carteira e ao estado.

Segue uma lista com mais algumas das siglas mais utilizadas:

ABNC – Academia Brasileira de Neurocirurgia

CGPI/DUREX/DPF – Coordenação Geral de Polícia de Imigração da Polícia Federal

CGPI – Coordenação-Geral de Privilégios e Imunidades

CGPMAF – Coordenadoria Geral de Polícia Marítima, Aeronáutica e de Fronteiras

CNIG – Conselho Nacional de Imigração

CNT – Carteira Nacional de Habilitação

POF ou DPF – Polícia Federal

POM – Polícia Militar

SDS – Secretaria de Defesa Social

SNJ – Secretaria Nacional de Justiça / Departamento de Estrangeiros

SECC – Secretaria de Estado da Casa Civil

SEJUSP – Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública

SES ou EST – Carteira de Estrangeiro

SESP – Secretaria de Estado da Segurança Pública

SJS – Secretaria da Justiça e Segurança

SJTC – Secretaria da Justiça do Trabalho e Cidadania

SJTS – Secretaria da Justiça do Trabalho e Segurança

SPTC – Secretaria de Polícia Técnico-Científica

 

Portanto, esses são alguns exemplos de órgãos expedidores mais comuns.